Pular para o conteúdo principal

"Doula-por Lia Gloria"


É com alegria que venho postar essa entrevista tão aguardada por mim,amei esse papo e espero que vocês também curtam bastante.

O que é ser doula por Lia Gloria do blog Lia no mundo da lua.



 1º)O quê é preciso para ser uma doula e o quê basicamente ela faz?


Lia Gloria: 
Para ser doula precisamos estar disponíveis para nos doarmos. Falo de disponibilidade de entrega. Pois precisamos estabelecer vínculo de confiança com a gestante.

Há muitos cursos para formação de doulas no Brasil. Por enquanto a doula faz parte do rol brasileiro de ocupações. Portanto, não é uma classe, uma categoria ou algo assim. Penso que por ser uma ocupação, nem precise realmente ser formada em curso específico. Mas precisam-se observar preceitos básicos da atuação de uma doula.

A doula deve acompanhar a gestante desde antes do parto, com encontros periódicos com a gestante e/ou casal para entrosamento e para discutir assuntos inerentes ao trabalho de parto, parto e puerpério. Durante este período, repassa muitas fontes de informação, indicação de leituras e vídeos, possibilitando que o casal possa fazer suas escolhas informadas e embasadas cientificamente.

A doula dispõe de recursos não farmacológicos para alívio da dor, durante o TP (exercícios físico e respiratórios, digito pressão, acupressão etc), apoio emocional e encorajamento nos momentos de insegurança. Acabamos doulando às vezes, o marido, os avós, tias, e quem mais estiverem precisando de apoio nesse momento, tirando dúvidas, acalmando e construindo um ambiente facilitador e harmônico.

Após o parto, no período puerperal, a doula auxilia com a amamentação e continua dando apoio emocional à parturiente e/ou ao casal.

 2º)Como tudo começou,o que te moveu para essa função tão especial e pouca conhecida e reconhecida por parte de alguns médicos obstetras como sendo um conforto para as futuras mães?


Lia Gloria: 
Eu defendo o parto normal há muitos anos. Tive meus 3 filhos de parto normal: um rapaz de 25, um adolescente de 15, e uma menina de 11. Sempre soube que a via vaginal era a melhor via de nascimento, tanto para o bebê quanto para a mãe. Eu só não sabia que para parir, eu não precisava passar por tantas intervenções desnecessárias como passei, e nem por tanta grosseria e descaso por parte dos profissionais de saúde que atendem mulheres em TP.

Quando descobri isso através de um workshop sobre humanização do parto e nascimento, aqui na minha cidade, me senti invadida, agredida, e chocada. O que eu via com naturalidade, não era nada natural. Fui me aprofundando no tema, e depois do lançamento do filme O Renascimento do Parto, decidi tornar-me Doula.

Fui a São Paulo e participei de 3 cursos que se complementam para dar início à ocupação: Formação de Doulas, Formação de Doulas Pós-parto, e Consultoria em Aleitamento Materno.


3º)Quando foi que você atendeu sua primeira futura mamãe,pode nos contar os detalhes?


Lia Gloria: 
Meu primeiro atendimento foi num hospital público onde sou voluntária até hoje.

Uma experiência genuína e inesquecível porque me vi naquela gestante. Eu segurava a mão dela, e me via no passado, por ocasião do meu primeiro parto, quando eu queria o apoio de alguém, e não tive ninguém ao meu lado, eu estava só, sem mãe, nem pai, nem marido, e numa sala com mais duas mulheres como eu, com dor e sem um pingo de respeito. Pois as enfermeiras que estavam na sala, pouco se importavam se precisávamos de apoio. Eu pedi que uma delas segurasse a minha mão, e elas faziam ouvido de mercador. Eu falei que não estava mais aguentando, e uma delas respondeu que não doía tanto assim, pois que ela já havia tido 4 e sabia que não doía tanto.

Então, quando acompanhei a primeira gestante, eu sabia que o que ela mais precisava era de apoio emocional, carinho e de uma mão amiga pra ela segurar.

Depois dessa primeira experiência, voltei para casa tão revigorada e me sentindo recompensada. Era como se eu tivesse resgatado o meu primeiro parto. Daí a doula nasceu legitimamente em mim.


4º)E sobre o parto domiciliar,qual seu ponto de vista?


Lia Gloria:
Já acompanhei parto domiciliar. A experiência é completamente diferente de um evento hospitalar. A gestante por estar no seu ambiente íntimo sente-se mais segura e protegida. A dinâmica é outra, flui com mais tranquilidade. No parto domiciliar ela pode ter a companhia de quem ela quiser. O parto pode ocorrer no ambiente da casa aonde ela sentir-se mais à vontade. Pode ser no quarto, numa piscina, ao ar livre, no banheiro. Ela também tem mais liberdade para comer, se isolar, enfim, pode adequar o ambiente às suas necessidades primitivas para parir, que é a proposta do parto humanizado, liberdade de escolha.

A equipe do PD (parto domiciliar) acompanha o processo, sem necessariamente permanecer no mesmo ambiente. Mas estão preparados com todo o material de primeiros socorros, caso necessário. São eles que fazem auscultas e medem pressão durante todo o processo. Doula não executa procedimentos médicos.

O parto domiciliar precisa ser planejado contemplando um plano B, que significa uma provável transferência em caso de distócias . E na maioria das transferências, o parto finaliza no hospital, mas ainda de modo natural. O hospital mais próximo deve estar um raio de 20 minutos da casa.




Famosas que fizeram o parto domiciliar :Pamela Anderson,Gisele Bündchen(com assistência de doula),Demi Moore,Andréa Santa Rosa,Mayim Bialik, Joely Fisher, Meryl Streep, Alyson Hannigan, Ricki Lake,Alanis Morissete(com assistência de doula),Cindy Crawford,Jennifer Connely ,Lisa Bonet


Para saber mais:

Distócias são dificuldades encontradas na evolução de um trabalho de parto, tornando uma função difícil, impossível ou perigosa para a mãe e para o feto.


Os benefícios de uma Doula.


60% menos pedidos de anestesia


50% menos cesáreas


40% menos ocitocina sintética


40% menos partos por fórceps


30% menos pedidos de alívio de dor


25% menos de duração do trabalho de parto





Sites:
http://www.doulas.com.br/
http://doulando.blogspot.com.br/



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Bolsa porta moeda em crochê"

Olá meninas(os)tudo tranquilo? Hoje venho mostrar essa fofura que estou louca para fazer e se você também se encantou corre e faz também ,o tutorial você encontra aqui ,beijinhos e atê a próxima.

Boneca de pano para uma princesa

Eu ando sumidinha mas só nas postagens,todos os dias sempre dou uma passada nas amigas aqui tão talentosas,hoje venho postar uma arteirice bem principiante,minha sobrinha de oito anos me pediu uma boneca de pano,isso foi no domingo passado e eu como tia coruja que sou fui no mesmo instante procurar na net moldes de boneca de pano e apareceram tantas ... Eis aqui a minha arteirice...rs...espero que gostem, ela(minha sobrinha amou)...ufa que bom....


Eis aqui os moldes da boneca de pano...só não lembro o local que retirei estes moldes,caso você saiba pode postar a origem que eu darei os créditos para a mesma...

Colcha de retalhos de cetim já terminada,aff

Enfim meninas terminei minha colcha de retalhos que estava quase dando cria,rs.... Segue as fotos,espero que gostem...